Como escolher qual concurso tentar? 7 dicas para acertar em cheio!

Quando uma pessoa decide que vai se dedicar à carreira público, se comprometendo a estudar e fazer concursos públicos, um dos primeiros impasses é: Qual concurso devo tentar primeiro?

Esta dúvida é normal, afinal existem concursos o tempo todo, acontecendo por todo o Brasil, de vários níveis, remunerações e vantagens específicas. Saiba como escolher qual concurso tentar com as 7 dicas a seguir!

Como escolher qual concurso tentar

7 dicas para escolher qual concurso público fazer

1. Quer um concurso de Município, Estado ou União?

Existem concursos públicos que atendem todas as esferas, desde a prefeitura ou polícia da sua cidade, a órgãos de estados distantes do seu como também de nível federal, onde você pode ser encaixado em absolutamente qualquer lugar do país.

Os federais são muito mais concorridos, pois contam com as melhores remunerações e benefícios. Um fator que influencia nisso é se você está disposto a mudar de cidade ou não, de estado ou não, em prol de uma mudança de vida.

2. Qual o seu nível de escolaridade?

Antes de sair fazendo qualquer concurso público, um dos primeiros filtros é o nível de escolaridade exigido para fazer determinada prova.

Há concursos disponíveis que exigem diferentes níveis, como nível médio, nível superior, pós-graduação, mestrados e doutorados, que são como uma escala para remunerações cada vez melhores. Sendo assim, é importante verificar em qual cargo você se encaixa e assim se dedicar.

3. Qual área de atuação você busca?

Os concursos públicos brasileiros permeiam por 6 principais áreas de atuação: Bancária, Policial, Fiscal, Administrativa, Tribunais e Especiais (como institutos). Cada pessoa tem um perfil diferente, assim como formações, cursos e experiências que podem agregar mais numa área do que na outra.

Cada concurso para cada área de atuação tem matérias específicas e pode até exigir experiências na área, como para formações de advocacia, por exemplo.

Sendo assim, além de escolher uma área que você goste, escolha a área que você tenha familiaridade e possa usar isso como vantagem, desde os estudos à sua atuação no cargo quando for nomeada.

4. Estou disposto às funções e demais características do cargo?

O trabalho em si do cargo também é importante para você escolher bem qual concurso tentar. Cada cargo tem sua descrição especificando local onde será executado, rotina, funções, horas de trabalho e demais características que podem lhe agradar ou não.

Você realmente está disposto a tudo ou existe um filtro com funções que você não está disposto a fazer? Pense em tudo isso antes de escolher qualquer cargo.

Pense também a respeito de correr riscos, que é algo a se considerar em alguns cargos públicos como carreira policial, por exemplo.

Alinhe a vontade de mudar de vida e a de ter uma boa remuneração com seus objetivos, saúde, segurança e qualidade de vida. A vida não é só dinheiro, né? Evite decepções, frustrações e arrependimentos! Selecione bem o cargo antes de tentar!

5. Considere seus interesses depois de ser nomeado

Sim, a gente sabe que você nem fez o concurso ainda, mas vamos pensar positivo, que você foi nomeado, já está na vida pública. E agora?

  • Você está tendo a vida que sempre sonhou?
  • A sua rotina de trabalho te permite ter a qualidade de vida que você sempre desejou ter enquanto estudava e se esforçava tanto?
  • Você está disposto a levar este trabalho até a sua aposentadoria?

Este pensamento é do futuro, mas deve estar na sua cabeça agora, antes mesmo de fazer a prova do concurso.

Essa análise pode ser feita a partir de uma leitura detalhada sobre as funções do cargo, para saber se você vai trabalhar com o que realmente gosta e sabe fazer; ou ainda com relação ao horário trabalhado, se vai sobrar horas para você fazer cursos ou curtir mais tempo com sua família, conforme seus planos. Se o cargo respeitar seus interesses futuros de vida, certamente vale a pena ser feito.

6. Leia o(s) edital(tais) palavra por palavra

A melhor forma de saber se um concurso é a sua cara ou não é lendo o edital, seja você iniciante ou experiente nos concursos públicos.

Nele você verá todos os cargos abertos, o nível de escolaridade exigido, as matérias que precisam ser estudadas em cada uma, detalhes de remuneração, local de trabalho e muito mais.

Pode ser o primeiro filtro para você se assimilar com alguma vaga ou não. E em meio à leitura do edital, você deve levar em consideração todas as dicas anteriores!

7. Converse com funcionários públicos de diferentes carreiras

Ainda está com dúvida sobre como começar, qual carreira escolher ou qual o primeiro concurso você pode tentar? A nossa dica final é conversar diretamente com pessoas da carreira pública!

Pessoas com casos reais em determinados órgãos ou cidades podem influenciar muito na sua motivação para fazer ou não algum concurso.

Escolha alguém que já passou num concurso que você tenha interesse e pergunte se vale a pena, desde a fase dos estudos à rotina, funções e remuneração da vaga.

Ter um feedback de quem já faz o que você pretende fazer é uma boa forma de “prever” o seu futuro! E não tenha vergonha de perguntar! Todo concursado de hoje já foi iniciante como concurseiro um dia!

Se por acaso algum concurso do seu interesse seja em outra cidade, uma que você nunca tenha ido nem conheça nada na região, faça um levantamento com moradores locais ou ainda concursados do local sobre como é a qualidade de vida na cidade e outras dúvidas.

_

E aí? Acha que com essas dicas você poderá escolher melhor qual concurso público fazer? Se você está começando nesse universo dos concursos agora, entenda que você precisa se informar, perguntar, ler bastante, e assim evitar decisões precipitadas que poderá se arrepender depois. Bons estudos!