INSCRIÇÃO MINHA CASA MINHA VIDA 2019: NOVAS REGRAS, Como fazer Inscrições?

Publicidade

Pensando nessas famílias que batalham todo os dias para sair do aluguel, o Governo Federal criou o Minha Casa Minha Vida, e aqui vamos te ensinar como conseguir uma casa ou apartamento no programa de 2019 pagamentos uma prestação a partir de R$80,00 por mês.

Publicidade

Existe muita dúvida sobre o programa, inclusive se realmente existe a possibilidade de conseguir uma casa pagando tão pouco. Mas primeiro você precisa entender como funciona o programa minha casa minha vida para saber em qual faixa sua família se enquadra para depois ir atrás do lar ideal.

O programa Minha Casa Minha Vida 2019 tem o objetivo de facilitar na hora da compra da tão sonhada casa própria. Ficou curioso? Fique ligadinho nas nossas informações logo abaixo:

Publicidade

COMO FUNCIONA O PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA?

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado com a finalidade de oferecer juros mais baixos e melhores condições de financiamento para as famílias que são consideradas de baixa renda.

Publicidade

Milhares de brasileiros tem o sonho de obter a casa própria, e o programa Minha Casa Minha vida 2019 chegou como a oportunidade que faltava.

REQUISITOS PARA PARTICIPAR DO MINHA CASA MINHA VIDA 2019:

Para participar do Programa Minha Casa Minha Vida 2019, o futuro dono do imóvel deve se enquadrar nos seguintes critérios, impostos pelo Governo Federal:

Publicidade
  • Não possuir casa própria, nem financiamento de imóvel em seu nome;
  • Não ser beneficiário de nenhum outro programa e habitação social do governo;
  • Possuir renda familiar mensal de até R$ 7.000,00.

COMO FAZER INSCRIÇÃO NO MINHA CASA MINHA VIDA 2019?

Se você como vários brasileiros tem o sonho de adquirir a casa própria e tem interesse no programa Minha Casa Minha vida, é preciso fazer uma inscrição diretamente na prefeitura de sua cidade ou nas secretarias e diretorias de habitação do Governo Federal. Prático não é mesmo?

Mas na hora de fazer a inscrição é preciso ter em mãos documentos, como:

Publicidade
  • RG;
  • CPF;
  • Carteira de trabalho;
  • FGTS;
  • Certidão de nascimento para solteiros, certidão de casado para casados;
  • Comprovante de residência recente;
  • Declaração de contribuição do imposto de renda.
Publicidade

É sempre importante lembrar que na hora da inscrição é preciso levar a cópia de documento original.

QUEM TEM DIREITO AO MINHA CASA MINHA VIDA?

Todas as famílias com renda familiar de até R$ 7.000,00 podem participar do programa Minha Casa Minha Vida 2019, sendo separadas em quatro faixas para diferenciar o tipo de benefício fornecido. As faixas são as seguintes:

  • Faixa 1: Para famílias de baixa renda, que recebem até R$ 1.800,00 por mês.
  • Faixa 1,5: Para famílias de baixa renda, que recebem até R$ 2.600,00 por mês.
  • Faixa 2: Para famílias de renda média, que recebem entre R$ 2.601,00 até R$ 4.000,00 por mês.
  • Faixa 3: Para famílias de renda média, que recebem entre R$ 4.001,00 até R$ 7.000,00 por mês.

Se você futuro comprador quer participar do Minha Casa Minha Vida 2019, preste atenção em que faixa você se encaixa na hora da compra do futuro imóvel.

QUAIS SÃO OS VALORES DO MINHA CASA MINHA VIDA 2019?

Para participar do programa Minha Casa Minha Vida 2019, a família que pretende adquirir o imóvel através do programa deve se encaixar em alguma das 4 faixas ditas acima (faixa 1, faixa 1,5, faixa 2 e faixa 3)

Dessa forma, para cada uma das faixas, um tipo de benefício é fornecido para o financiamento do imóvel pelo programa Minha Casa Minha Vida 2019. No entanto, vale ressaltar que novos benefícios podem ser adicionados, a depender das negociações entre o solicitante e as entidades organizadoras do programa.  Segue abaixo benefícios de cada faixa:

  • Faixa 1: financiamento de até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00 (conforme renda familiar bruta);
  • Faixa 1,5: taxas de juros do financiamento de apenas 5% ao ano, bem como até 30 anos para pagar e subsídio de até R$ 47.500,00;
  • Faixa 2: prazo de até 30 anos para pagar o imóvel, bem como subsídios de até R$ 29.000,00;
  • Faixa 3: taxas de juros diferenciados em relação ao mercado.