PROGRAMA “MINHA CASA, MINHA VIDA 3” COM NOVAS INSCRIÇÕES DISPONÍVEIS

Publicidade

Mais uma oportunidade para quem quer financiar um imóvel com subsídios do governo. O Minha Casa Minha Vida 3 está com inscrições abertas. Há novas regras, algumas mudanças para melhorar o projeto. Saiba mais!

Publicidade

Minha Casa Minha Vida 3

O programa Minha Casa Minha Vida faz parte das iniciativas sociais do Governo Federal para ajudar os brasileiros a terem uma residência própria. Saindo do aluguel, muitos cidadãos de baixa renda conseguiram financiar seu imóvel desde o início do projeto, em 2009.

 

O funcionamento é bem simples. De acordo com a renda familiar o interessado deve buscar uma agência bancária para financiar seu imóvel por um longo prazo e parcelas bem pequenas. Os bancos autorizados a fazer este tipo de negociação podem ser públicos ou privados, sendo os mais conhecidos BB e Caixa.

Publicidade

O Minha Casa Minha vida teve três fases. Na primeira, logo em seu lançamento, eram apenas os baixa renda com salários muito pequenos. A maior parte do subsídio vinha do Governo e não havia necessidade de entrada. Na segunda a renda se tornou um pouco maior e poderia ser usado dinheiro do FGTS.

Publicidade

Já no Minha Casa Minha Vida 3 houveram algumas mudanças. Acredita-se que nessa etapa mais de um milhão de brasileiros consigam o subsídio.

Minha Casa Minha Vida 3

Minha Casa Minha Vida 3 – Novas Regras

 

Minha Casa Minha Vida 3 começou em fevereiro de 2017 e está sendo amplamente divulgado para adesão. Houve uma flexibilidade nas novas regras visando beneficiar ainda mais famílias, que já somam mais de 600 mil unidades financiadas.

Publicidade

A primeira mudança é o percentual de subsídio, ficando em 20% do valor do imóvel financiado. Agora é de 20% do valor do imóvel, desde que não comprometa mais de 30% do salário, que é o poder de endividamento permitido no Brasil.

As outras faixas de financiamento permanecem, que são de:

  • Financiamento de até 95% do valor do imóvel para renda familiar de até R$ 1,6 mil;
  • Teto de subsídio de R$ 25 mil para renda familiar de até $ 3.275.

Uma mudança importante nesta nova fase do programa é a ampliação da faixa de renda de até R$ 9 mil por família para considerar ainda baixa renda.

Publicidade
Publicidade

Os juros são um pouco mais altos, de 8 a 9%, mas ainda entra nos benefícios de um valor baixo de entrada para a aquisição do imóvel.

Minha Casa Minha Vida 3 – Como Conseguir

Para conseguir um imóvel através do Minha Casa Minha Vida 3 é preciso visitar uma agência bancária próxima a sua residência que atenda pelo programa.

Os principais agentes do Governo são o Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, mas há outros bancos privados e parcerias com instituições financeiras.

É preciso ter em mãos documento pessoal oficial com foto e comprovante de renda. A carteira de trabalho deve ser levada se constar nela os números do PIS ou cadastro social.

A aprovação no programa vai de acordo com a renda familiar e se atende aos requisitos informados acima. Sendo aprovado, é só escolher o imóvel para financiar e preparar o contrato. O boleto para pagamento chega na residência do beneficiado pelo financiamento.